R. Conselheiro Pedreira, 41 - Joinville - SC 47 3023-2478 47 99917-8333

CICLONE BOMBA – POR QUE ESTRUTURAS METÁLICAS CAÍRAM?

Gostou? compartilhe!

CICLONE BOMBA – POR QUE ESTRUTURAS METÁLICAS CAÍRAM?

Saiba mais

A região Sul do Brasil na última semana sofreu com um ciclone bomba com ventos de 100, 120 e até 140km/h. Eu que moro em Joinville/SC vivi isso de perto, Joinville registrou 120km/h, e foi muito vento, realmente assustador. Mas será que é suficiente para que estruturas metálicas fossem destruídas? O que diz a norma? O engenheiro disse que é uma causa natural e que a responsabilidade não é dele?

Abaixo eu coloco o mapa dos ventos do Brasil segundo a NBR 6123. Todas as estruturas projetadas devem seguir o mapa dos ventos e cada região tem sua velocidade a ser considerada para o dimensionamento.

No mapa dos ventos a região Sul tem ventos de 40 a 50m/s, convertendo, ventos de 144 a 180km/h. Então não precisa ser nenhum especialista para afirmar que as estruturas que caíram não foram projetadas corretamente, ou simplesmente não foram projetadas, ou ainda não tiverem manutenção. Obviamente em uma análise geral, cada caso é único e deve ser feito um laudo específico.

Estou sendo simplista em apenas analisar o vento, ainda temos que considerar fator topográfico, fator de rugosidade, dimensões da edificação, fator estatístico, fator de segurança e outros. Além disso ciclones e demais fatores naturais podem ter comportamento de ventos que não seguem um padrão, são aleatórios.

Mas afirmo com certeza de que não, não eram para ter tantas estruturas destruídas. Algumas danificações em rufos, calhas, pingadeiras, e outros componentes podemos considerar “normal”, porém uma estrutura inteira cair, no mínimo merece uma investigação. Nem sempre uma estrutura cai por um projeto mal feito, mas também pode ser por fabricação e montagem, por isso é tão importante o engenheiro responsável pelo projeto também acompanhar e validar a execução.

Faço projetos de estruturas metálicas a mais de 10 anos, sou proprietário da Tecnoind Engenharia a quase 9, com várias estruturas feitas e sem nenhum problema, estou tranquilo com meus projetos, porém preocupado e triste com o que vi. Procuro sempre fazer projetos com segurança, qualidade e bom custo-benefício, faço estudos antes de projetar. Não adianta superdimensionar uma estrutura e ela não ser viável financeiramente, precisamos de estruturas seguras, porém com bom custo-benefício.

Abaixo algumas imagens de estruturas destruídas durante o ciclone bomba:

        

Engº Tiago Alan – CREA/SC 109731-2



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Tecnoind Whatsapp Tecnoind